:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Je me souviens

Eu te lembro que esta seção tem como dívida explícita o “Je me souviens” de Georges Perec, o livro de Geraldo Mayrink e Fernando Moreira Salles e a série “Ich erinnere mich” publicada no Die Zeit.


.:: mês anterior :: :: :: :: November 2004 :: :: :: :: próximo mês ::.

11 Novembro

Eu me lembro

Eu me lembro da minha última prova de vestibular. Foi há 3 anos e para um curso de ciências sociais que inocentemente achei que conseguiria acompanhar apesar da idade avançada, do trabalho, da mulher e filha. Lembro de estar escrevendo minha redação entusiasmado quando olhei para a caneta, o papel e, atônito, me dei conta que não tinham as teclas para copy & paste.
12:16:43 - Sorel -

09 Novembro

Eu me lembro

Eu me lembro, na mesma Kilchberg citada no jemesouviens anterior, de procurar o último endereço do Thomas Mann no vilarejo, na Alte Landstrasse 39. Pela lista telefônica, descubro que Golo Mann, o filho historiador, ainda morava lá. Peguei o telefone, comecei a discar e desisti. O que eu iria dizer pro velhinho, então com 83 anos: "Oi, sou brasileiro como a sua avó e fã do seu pai"?

(da série "O Mago e eu")
10:53:26 - Zeno -

04 Novembro

Eu me lembro

Eu me lembro de visitar o túmulo do Thomas Mann em Kilchberg, vilarejo próximo a Zurique. No centro, uma lápide cinza, quadrada e não polida, cercada por uma vegetação miúda e descuidada, placas no chão com os nomes dos filhos enterrados também ali, e um brasileiro aparvalhado na frente.

(da série "O Mago e eu")
12:23:56 - Zeno -

.:: mês anterior :: :: :: :: November 2004 :: :: :: :: próximo mês ::.