:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Je me souviens

Eu te lembro que esta seção tem como dívida explícita o “Je me souviens” de Georges Perec, o livro de Geraldo Mayrink e Fernando Moreira Salles e a série “Ich erinnere mich” publicada no Die Zeit.


.:: mês anterior :: :: :: :: February 2005 :: :: :: :: próximo mês ::.

22 Fevereiro

Fluxo

Engarrafado por quase uma hora eu me lembro do Regulador Xavier, o remédio de confiança da mulher: um excesso, dois escassez —um, dois, um, dois, um, dois.

Me lembro porque acho que o trânsito dessa cidade deveria tomar Regulador Xavier. O um, claro.
09:30:00 - Pinto -

15 Fevereiro

"Pensar, professsor, pensar..."

Eu me assoviando* revejo o anormal Uri Geller mobilizar um país inteiro, lá pelos idos de 1977, para descobrir número e figura geométrica que rabiscara dentro de um envelope pardo, enquanto entortava colherzinhas de café.

Errei a figura mas acertei o número, para o espanto da parentada com o prodígio do garoto.

(*Eu me assoviando é a mais completa tradução do Je me souviens, esse galicismo colonial, desnecessário, subalterno... porém podre de chique! Ah, sim, antes que eu não me lembre: o título em si é tributário do não menos anormal Herculano Quintanilha —na verdade, de sua partner, cuja identidade eu me assoviando agora não me vem à memória.)
16:00:00 - Pinto -

Mal de Jaime*

Eu me lembro que o consumo regular de Cannabis sativa, sp. pode causar doenças várias, como amnésia e outras das quais não consigo agora me lembrar.

*(crdt do título: Lúcia, mulher-a-dias dela.)
09:43:40 - hubbell -

.:: mês anterior :: :: :: :: February 2005 :: :: :: :: próximo mês ::.