:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Je me souviens

Eu te lembro que esta seção tem como dívida explícita o “Je me souviens” de Georges Perec, o livro de Geraldo Mayrink e Fernando Moreira Salles e a série “Ich erinnere mich” publicada no Die Zeit.


.:: mês anterior :: :: :: :: May 2005 :: :: :: :: próximo mês ::.

13 Maio

A persistência da memória (2)

Eu me recordo também que, ali pelas longínquas tardes dos sábados de 1980 e bolinha, rendia sucessivas homenagens à silhueta prateada de Dee Dee Jackson ("Automatic Lover", "Meteor Man" e outras pérolas), enquanto Chacrinha perguntava aos berros se o que eu não queria mesmo era bacalhau.
10:05:00 - hubbell -

A persistência da memória (1)

Eu me lembro de Lídia Brondi. Eu não me esqueço de Lídia Brondi.

(Perdão, leitores, por ilustrar com uma foto que mais parece do Sr. Spock, mas era do que dispúnhamos para o momento. Pagamos bem pela Playboy respectiva. Contatos na administração do blogue, por favor.)
10:00:00 - hubbell -

.:: mês anterior :: :: :: :: May 2005 :: :: :: :: próximo mês ::.