:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Editoriais

Estamos sempre mudando de opinião.


.:: mês anterior :: :: :: :: February 2006 :: :: :: :: próximo mês ::.

16 Fevereiro

indio&vindio

talveiz alguns de v6 lembre dum disco do pat metheny cunversando co lyle mays, o (os) 'turn left', ou 'as fallls as wichita falls', linda cunversa pré tudisssaí, essas coisas de direita burra, q.astravanca existencias ahead.
é som primo siamês do 'codona' (do naná etc.), ambos inspirados pelo caub(o)y deodato, q. gerou coisas como o dharma, o péantepé, o aquilodelnisso e nooosssa... qto resto bom e nosso, ouvisto até aqui.
incruso uns amigo (uns lindos leos de minas) q. sabe do abril até ela, a q. sabe o abrefecho das minhas porta.
coisas q. informaro o sandance, os sonhos, os sessentas, a internet, nós.
pois é, defronte o nouveaux 'cassino royale', a antão ''pantera cor de rosa', john self considera-se finito. caso de invizibilização.
brabuleta, sai per aí, tentar, talvez, o principal das frô q. lhe cabe.
vortá ao básico, sacumé?
coisa como 'ópera operando', ' tá bom, a cunversa é boa, mas, ondjéq'agente senta? 'clássico-contemporâneo'.
tem realidade paratodos.
enfim, ela me chama, me vou.
e viva o moçart, q. nos índigo o blu, e cuns 5nhetusanu, continua um muleque: o 1º artista inter(sur)preendente, é mole?
atés, mes amis.
03:30:00 - John Self - 8 comentários

.:: mês anterior :: :: :: :: February 2006 :: :: :: :: próximo mês ::.