:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Editoriais

Estamos sempre mudando de opinião.


.:: mês anterior :: :: :: :: May 2006 :: :: :: :: próximo mês ::.

31 Maio

Pequeno Manual para Leitores Recém-Chegados a Este Blog

No início era o Verbo e um Publicitário Arrependido que resolveu montar um blog sobre a canalhice humana, pra expiar a própria biografia. A ele se juntaram, logo em seguida, um Hacker Marqueteiro e um Desocupado Diletante, com os mesmos propósitos. O tempo passou, um raro Arquiteto de Alma Boa resolveu se juntar ao bando, logo seguido de um Jornalista Sueco que escreve bem à beça em português. Com a entrada e posterior saída de um recalcitrante Crítico Literário Marxista de Última Hora ("Mas caiu o Muro?!") e a contratação a peso de ouro de um DJ Nunca Menos Que Enciclopédico, está montada a atual equipe de seis abnegados que tocam, assim, assim, o blog que nossa nanoaudiência prestigia. Mas quem escreve de verdade e assina pelos outros é sempre o Pinto. Reclamações na caixa postal particular do moço.
10:15:35 - Zeno -

30 Maio

Um pequeno passo para o homem...

... e um passo ainda menor para a audiência: nosso sistema de comentários voltou. Nosso servidor, movido a chibatadas, mudou. O próximo passo, maior, será a mudança de layout - como se sabe, o mundo é movido a promessas. E o agradecimento inicial, imenso, pela quebra da letargia pós-spâmica vai pro Bandini, nosso guru e membro honorário de primeira hora. Negocião, aliás: em troca do funcionamento a pleno vapor do blog nosso guru aceitou um punhado de cervejas como paga - 12 caixas de 24 unidades de Chimay, a 18 reais cada, pelo resto da sua venturosa vida.
11:56:22 - Zeno -

23 Maio

Ele vem aí

Em breve, o novo Hipopótamo Zeno, com mais mudanças e novidades que o projeto gráfico da Folha e a cúpula do PCC. Mais não dizemos por medo de grampo do Daniel Dantas.
09:13:54 - Zeno -

10 Maio

Spammers of all lands, unite!

É com satisfação que celebramos hoje o aniversário de dois meses de ataque contínuo de spams em nosso sistema de comentários. Como sói, quem ganha o presente é a audiência: continuamos fora do ar até que o servidor (que, se coisa boa fosse, não teria este nome) seja trocado ou até que o comitê editorial seja dissolvido num putsch de cervejaria e substituído pelo time formado com as onze últimas capas da revista Sexy.

Gratos pela atenção.
17:45:27 - Zeno -

04 Maio

Bebo, sim, estou vivendo

E não sei quanto à seleta audiência, mas em situações de contrariedade como a abaixo descrita, faço sempre o que as almas corajosas fazem: eu bebo, não importa o quê. É o que já dizia o abstêmio Serge Gainsbourg neste diálogo musicado com seu colega de copo, Jean-Claude Brialy, apropriadamente intitulado Un poison violent, ce ça l'amour:

— Qu'est-ce autre chose que la vie des sens, qu'un mouvement alternatif qui va de l'appétit au dégoût et du dégoût à l'appétit, de l'appétit au dégoût et du dégoût à l'appétit...
— J'm'en fous !
— Ta gueule, laisse-moi finir ! L'âme flottant toujours incertaine entre l'ardeur qui se renouvelle et l'ardeur qui se renouvelle et l'ardeur qui se ralentit, l'ardeur qui se renouvelle et l'ardeur qui se ralentit...
— Ah ! j'm'en fous !
— Mais dans ce mouvement perpétuel, de l'appétit au dégoût, de l'appétit au dégoût et du dégoût à l'appétit, on ne laisse pas de se divertir par l'image d'une liberté errante. Tu sais de qui c'est ? non ? Bossuet.
— Bravo ! Tu veux une oraison funèbre ?
— Ah non ! Parce que moi je suis assez cynique pour en faire ma ligne de conduite.
— Oh ! T'es dégueulasse ! dégueulasse mon vieux !
— Ouais, ouais ! un peu amnésique sur les bords, hein. Voilà où ça mène.
Un poison violent, c'est ça l'amour
Un truc à n'pas dépasser la dose
C'est comme en bagnole
Au compteur 180
À la borne 190
Effusion de sang
— Voilà j'te donne un conseil. Tu tiens à ta peau : laisse tomber !
— Tu cours après une ombre, tu vois. Et c'est même pas la mienne. Encore elle serait sur les colonnes Morris, je pourrais l'attendre à l'entrée des artistes. Mais elle est insaisissable. Où veux-tu que j'la trouve ?
— Ah mon p'tit Armstrong Jones y fallait pas faire d'la photographie.
— Oh toi t'es écoeurant. On n'peut pas discuter avec toi. Tu prends tout à la blague.
— Ah erreur ! erreur justement ! Un de ces quatre tu verras : tu m'rendras raison. Écoute :
Quand tu en auras marre
J'ai une petite pour toi
Complètement demeurée
Mais tellement esthétique
— Oh te fatigue pas va ! Allez salut !
10:13:49 - Zeno -

Mais do mesmo, mesmo

Sete mil, quatrocentos e cinco spams em pouco mais de 12 horas de abertura do sistema de comentários. Fica a sugestão para um joguinho no bicho e um novo pedido de desculpas pela suspensão dos comentários até que o problema seja resolvido.
09:58:41 - Zeno -

02 Maio

O eterno retorno dos comentários desativados

O plugin deixou de funcionar, o ataque spâmico voltou, a paciência da nossa nanoaudiência continua maior até que a da redação deste blogue e os comentários estarão novamente suspensos até a mudança definitiva desta joça aqui para um provedor decente, o que deve ocorrer em breve (hahahaha!)

Agradecemos pela comprensão e até lá continuaremos a dialogar (oh, novidade!) com nossos próprios umbigos.
16:54:16 - Pinto -

.:: mês anterior :: :: :: :: May 2006 :: :: :: :: próximo mês ::.