:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Je me souviens

Eu te lembro que esta seção tem como dívida explícita o “Je me souviens” de Georges Perec, o livro de Geraldo Mayrink e Fernando Moreira Salles e a série “Ich erinnere mich” publicada no Die Zeit.


.:: mês anterior :: :: :: :: March 2008 :: :: :: :: próximo mês ::.

05 Março

Sublime kantiano no Centro-Oeste

Leio numa passagem de Roland Barthes: "Do alto do Père-Lachaise, Rastignac [personagem de Balzac] desafiava a cidade: 'Agora, nós dois!'". Aí eumesouveio de um amigo de um amigo que foi a trabalho para Cuiabá. Após alguns dias de muita labuta, nosso herói resolve fazer a rima e contrata os serviços de uma acompanhante para os momentos de lazer. Feito o lazer, a moça vai até a sacada do aparthotel, se depara com a vista da cidade a seus pés e não contém a exclamação, acompanhada dos braços estendidos: "Êêêêhhh Cuiabá!!".
13:44:42 - Zeno -

.:: mês anterior :: :: :: :: March 2008 :: :: :: :: próximo mês ::.