:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


...ou então miojo

Nossas impressões sobre as cozinhas do mundo - a contrapartida sólida da Busca do Graal.


.:: mês anterior :: :: :: :: March 2007 :: :: :: :: próximo mês ::.

19 Março

Capim Santo

Diz-se que o Capim Santo é um típico reduto gastronômico tucano em São Paulo. Concordo, mas não pelos motivos óbvios. Não pelo preço do bufê ser 45 reais, o mesmo número do partido. Não pelo fato de o governador José Cérbero, com a sua Família Adams a tiracolo, ter almoçado lá neste domingo. Não pela freqüência patriçosa, quase bonita, quase elegante, quase-quase. Não por aquela decoração fundindo Bali e Bahia, nem pelas jaboticabas que, como tucanos (os políticos, não os pássaros), insistem em dar fora de época.

É tucano, sim, mas pelos efeitos da comida. É saborosa. Convida ao apetite. Tem estilo. Mas engana. Tucana. O marreco com molho de pitanga estava bom. O cuscuz estava melhor ainda. As ostras gratinadas, uma delícia. Tudo à vontade. Passei as saladas, inclusive. Só que... os efeitos posteriores foram comparáveis ao trabalho do pessoal do consórcio na linha 4 do Metrô. Na minha casa, por exemplo, foi uma noite de amor aos peidaços que nem vos conto. Santo nada, Capim Sonso, isso sim.

Nota: tucanamente não dou.
11:21:07 - Pinto -

.:: mês anterior :: :: :: :: March 2007 :: :: :: :: próximo mês ::.