:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Je me souviens

Eu te lembro que esta seção tem como dívida explícita o “Je me souviens” de Georges Perec, o livro de Geraldo Mayrink e Fernando Moreira Salles e a série “Ich erinnere mich” publicada no Die Zeit.


.:: mês anterior :: :: :: :: July 2008 :: :: :: :: próximo mês ::.

19 Julho

Eu me lembro, mas talvez preferisse nem lembrar

Eu estava aqui me lembrando de uma charge do Caruso, não sei dos quais, à época dos escândalos do governo Fernando Collor, o probo. Infelizmente não guardei cópia, mas tento reproduzi-la de memória. Retratava a jornalista Belisa Ribeiro, assessora do então presidente em tempos de mar revolto, enrolada apenas numa folha de jornal, denunciando algo assim: "O rei está nu! Ele foi por ali".

Me lembro porque ousei imaginar se os escândalos da época sequer teriam a magnitude dos de agora. Achava que aquilo era o máximo de promiscuidade imprensa-poder, para agora ser flagrado imaginando se a canalhice da míjia de hoje seria comparavelmente tão grande, ou mesmo se Collor teria caído mais pela corrupção alheia do que pela própria. Se não teria apenas exagerado (ou aloprado, como se diz no momento). Basicamente: se o mérito de Folha, Veja e Globo, então manipulando os cara-pintadas, era de fato por ter Zé Dirceu a seu lado, e não do lado oposto.

Enfim, hoje sabemos um bocado mais dessa e de outras histórias. Mas como piorou o caráter nacional...

Elucubrações que me vieram à cabeça depois de ler o Idelber, que resumiu meu sentimento.
12:26:31 - Pinto -

.:: mês anterior :: :: :: :: July 2008 :: :: :: :: próximo mês ::.