:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


.:: post anterior :: :: :: :: navegue pelos posts :: :: :: :: próximo post ::.

Literatura instantânea

Mais um Lixo da Internet bacanudo: Não perca tempo lendo milhares de páginas daqueles livros sacais. Aproveite as versões condensadas que apresentamos a seguir!

1) Marcel Proust. Em Busca do Tempo Perdido. Paris, Gallimard, 1922.
Resumo: Um rapaz asmático sofre de insônia porque a mãe não lhe dá beijinho de boa noite. No dia seguinte (pág. 486, vol. I), come um bolo e escreve um livro. Nessa noite (pág. 1344, vol. VI), tem um ataque de asma porque a namorada (ou namorado?) se recusa a dar-lhe beijinhos. Tudo termina num baile (vol. VII), onde estão todos muito velhinhos - e pronto.

2) Leon Tolstoi, Guerra e Paz (1800 páginas).
Resumo: Um rapaz não quer ir à guerra e por isso Napoleão invade Moscou. A mocinha casa-se com outro. Fim.

3) Gustave Flaubert, Madame Bovary (378 páginas).
Resumo: Uma dona de casa mete o chifre no marido e transa com o padeiro, o leiteiro, o carteiro, o homem do boteco, o dono da mercearia e um vizinho cheio da grana. Depois entra em depressão, envenena-se e morre.

4) Luis de Camões, Os Lusíadas (várias edições).
Resumo: Um poeta com insônia decide encher o saco do rei e contar-lhe uma história de marinheiros que, depois de alguns problemas (logo resolvidos por uma deusa super-gente-fina), ganham a maior boa vida numa ilha cheia de mulheres gostosas.

5) William Shakespeare, Hamlet. Londres, Oxford Press.
Resumo: Um príncipe com insônia passeia pelas muralhas do castelo, quando o fantasma do seu pai lhe diz que foi morto pelo tio que dorme com a mãe, cujo homem de confiança é o pai da namorada que entretanto se suicida ao saber que o príncipe matou o seu pai para se vingar do tio que tinha matado o pai do seu namorado e dormia com a mãe. O príncipe mata o tio que dorme com a mãe, depois de falar com uma caveira, e morre, assassinado pelo irmão da namorada, a mesma que era doida e que tinha se suicidado.

6) Sófocles, Édipo-Rei, tragédia grega, várias edições
Resumo: Maluco tira uma onda, não ouve o que um ceguinho lhe diz e acaba matando o pai, comendo a mãe e furando os olhos. Por conta disso, séculos depois, surge a psicanálise que, enquanto mostra que você vai pelo mesmo caminho, lhe arranca os olhos da cara em cada consulta.

(crdt xicoedu)
posted at 16:07:16 on 26-04-2005 by Zeno - Category: Lixo da Internet


Comentários

fat james wrote:

Excelente os resumos. O do Proust então é hilário. Em matéria de resumo, lembrei desse que rola na rede - a Bíblia em 50 palavras:

God made
Adam bit
Noah arked
Abraham split
Joseph ruled
Jacob fooled
Bush talked
Moses balked
Pharaoh plagued
People walked
Sea divided
Tablets guided
Promise landed
Saul freaked
David peeked
Prophets warned
Jesus born
God walked
Love talked
Anger crucified
Hope died
Love rose
Spirit flamed
Word spread
God remained.
26-04-2005 16:56:54

Nelson Melville wrote:

Moby Dick:
Chamem-me Ismael. Não chamem aquele cachalote branco. E se chamarem aquele maluco de perna de pau, é o fim.
26-04-2005 17:02:58

Zeno wrote:

O do Proust é meu preferido, também. E excelentes os dois acima, o da Bíblia ("Saul freaked" é sensacional) e a baleia do Nelson Gregory Peck...
26-04-2005 17:08:24

Renato K. wrote:

Maravilhoso ! O Hamlet lembrou-me que o grande Tiagón (http://www.verbeat.com.br/b...) havia escrito uma versão recontada e resumida por Mussum (espero que ele não se incomode d'eu colocá-la aqui):

Hamletis, de William Shakespeare

(resumido e reescrito por Mussum)
Fantamis: Buuuuss!
Hamletis: Papais?!
Fantamis: Sim, filhus. Teu tius e tua mãezis não vale nadis.
Hamletis: Estou alucinandis? Será verdadis ou não serázis? Devo ser vingativus ou não ser? Vou fingir de doidis pra ver o que acontecis...
Morris todo mundis.
FINZIS
27-04-2005 15:54:33

Zeno wrote:

Na mesma linha estão tbém as resenhas de filmes em quatro palavras, que costumavam freqüentar o nosso blog mas que andam sumidas nos últimos tempos. E obrigado pelos dois links, Renato - dei uma espiadela e faço minhas as palavras do Christian Fittipaldi: "Eu rrrricomendo!!"...
27-04-2005 21:10:05

fat james wrote:

Essa do Hamletis foi demais...mto boa mesmo.
28-04-2005 09:20:15

Ai! wrote:

O mais legal é que isso só faz sentido pra quem leu os caras, né pessoal?
Tomara que não apareça nada igual para os livros de história, sociologia, antropologia, ..., enfim, para as grandes obras dos pensadores contemporâneos. Se isso acontece, aí sim eu perco os alunos de vez. Ai! Ai! Ai!
28-04-2005 12:47:22

Zeno wrote:

Rezo para que chegue o dia em que livros de história, sociologia, antropologia passem pelo mesmo crivo. Como diria o outro: "Eu não tô preocupado. E você?", o que renderá um jemesouveio em breve.
28-04-2005 19:01:08

ofelis wrote:

Putz, eu leio, recomento e se bobear ainda uso com os alunos! Essa do Hamletis é MUITO boa.
03-05-2005 17:45:38

girlane wrote:

interesante e legal alem do marido dela morre é ingraçado
são muuitas emoçoes.
23-04-2009 17:23:49


Incluir comentário

Este post está fechado. Não é possível adicionar novos comentários a ele ou votá-lo