:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


.:: post anterior :: :: :: :: navegue pelos posts :: :: :: :: próximo post ::.

Caro Diário (1994)

No terceiro episódio do filme, após mais uma consulta médica que se sucedia a uma série de outras num rosário sem fim, o personagem de Nanni Moretti diz a si próprio: “O médico receitou os remédios e disse: lembre-se! Só depende de você. Depende de mim. Tudo depende de mim. O médico disse que devo colaborar. Tudo depende de mim. E se depende de mim, estou seguro de que não vou conseguir.”

(da série “Autocríticas com as quais nos identificamos”)


[Esse também era o filme que a gente saia do cinema e pensava ingenuamente “Pô, como é que eu não tive essa mesma idéia prum filme?”, sem atentar para a sutileza embutida nele sobre o como narrar, isto é, as diferentes linguagens empregadas nos três episódios para dar conta de uma realidade que é fílmica, e não real. O que pareciam flagrantes de uma vida que poderia ser a nossa eram, na verdade, encenações muito bem pensadas que punham em xeque justamente essa inocente credulidade. Mas isso é uma outra conversa.]
posted at 12:20:03 on 24-11-2003 by Zeno - Category: Filmes esquisitos


Comentários

Puntoni wrote:

Este filme do Moretti é simplesmente maravilhoso.
27-11-2003 20:36:48

Zeno wrote:

Façamos nossas as palavras da Lenda Puntoni: esse filme é maravilhoso.
01-12-2003 08:11:32


Incluir comentário

Este post está fechado. Não é possível adicionar novos comentários a ele ou votá-lo