:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


.:: post anterior :: :: :: :: navegue pelos posts :: :: :: :: próximo post ::.

Xô, gentalha!

"Em meio à pressão de alguns moradores de classe média alta, a administração Geraldo Alckmin (PSDB) desistiu de construir uma estação do Metrô prevista há praticamente dez anos no projeto da linha 4-amarela (Luz-Vila Sônia). O Estado afirma que a queixa da população foi somente uma das razões que pesaram para a decisão —mas não a determinante.

Diferentemente da maioria dos paulistanos, que reivindicam mais transporte coletivo perto de casa, parte da vizinhança de bairros residenciais como Instituto Previdência, Jardim Christie e Guedala, na zona oeste de São Paulo, avaliava que a estação Três Poderes, integrada a um terminal de ônibus, poderia causar alguns transtornos e descaracterizar a região —com a presença intensa de camelôs e tráfego de coletivos.

Inserida nos mapas da rede divulgados ao longo dos últimos anos e prevista originalmente para receber 50 mil passageiros por dia, ela foi excluída da segunda fase da linha 4 ao mesmo tempo em que houve a decisão de antecipar a obra da estação Vila Sônia.

A alteração de planos foi formalizada há um mês, sem alarde. Na avaliação da gestão tucana, a nova estação, programada para ser entregue até 2012, terá melhor função social —já que concentrará um grande terminal de ônibus e se tornará a mais movimentada da linha 4, com 150 mil usuários. Pelos projetos originais, ela só sairia do papel numa terceira fase.

Por outro lado, a exclusão da estação Três Poderes, na esquina da av. Prof. Francisco Morato com a Três Poderes, vai abrir um 'buraco' de 2,4 km entre as paradas Butantã e Morumbi, a maior distância entre estações da linha 4. Os técnicos do Metrô geralmente planejam uma distância de 1 km entre cada parada dos trens."

(crdt : fsp de hoje, embora pudesse ser também de séculos atrás)

posted at 10:54:05 on 29-10-2005 by Pinto - Category: Eu me envergonho


Comentários

rmx wrote:

Bobagem. Aqui em Brasília a população do bairro emergente (Sudoeste) pediu para não construirem as escolas públicas que estavam no projeto original, já que eles só mandam os filhos para as particulares mesmo. E o governo acatou.
31-10-2005 16:05:21

el pupo wrote:

eu adoro o governo josé maría escrivá!
31-03-2006 01:40:46


Incluir comentário

Este post está fechado. Não é possível adicionar novos comentários a ele ou votá-lo