:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


.:: post anterior :: :: :: :: navegue pelos posts :: :: :: :: próximo post ::.

"PDS já está fora", diz PT

(O Estado de S. Paulo, 03/10/1982)

Com críticas a Franco Montoro, Reynaldo de Barros e ao regime militar, o candidato do PT ao governo [Zeno: estadual], Luís Ignácio Lula da Silva, falou ontem aos portuários no cais de Santos, onde assegurou que o PDS “já está fora do páreo” e a disputa em São Paulo será travada entre o PT e o PMDB. Sua visita à cidade começou pela manhã, com uma visita ao comitê central do partido, seguida do discurso para cerca de 200 trabalhadores no armazém 35 do cais.


Mesmo admitindo que a disputa entre os dois partidos será acirrada, Luís Ignácio disse que “o PMDB se torna vulnerável na medida em que se digladia internamente. Montoro terá poucas condições de sustentar as contradições de seu partido, na medida em que fica ao lado de homens como Severo Gomes, Quércia e conhecidos latifundiários”. Quanto ao PDS, afirmou que “é um partido que só existe em volume de propaganda. Mas como o povo não come propaganda nem carros, essa vitória será nossa”.

Depois de dizer que Reynaldo, Delfim e Maluf “comem no mesmo prato e representam o desemprego, a fome, o aumento dos aluguéis [Zeno: por que ninguém mais fala do aumento dos aluguéis em campanha?] e a expulsão de trabalhadores do campo”, criticou o fato de a mulher do presidente [Zeno: a saudosa D. Dulce Figueiredo] ter usado um boeing especial para ver o show do cantor Julio Iglesias, dizendo que “é preciso acabar com essa podridão”.
posted at 15:26:58 on 06-11-2003 by Zeno - Category: Jornal Velho


Comentários

Sem comentários


Incluir comentário

Este post está fechado. Não é possível adicionar novos comentários a ele ou votá-lo