:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


.:: post anterior :: :: :: :: navegue pelos posts :: :: :: :: próximo post ::.

Clássicos da Literatura Brasileira Revisitados/Bandeira e Drummond

Poema das Sete Faces (versão uncut)

Quando nasci, um anjo torto
aqui sob esta pedra,
desses que vivem na sombra
onde o orvalho roreja,
disse: Vai, Carlos, ser gauche na vida.
Repousa.

As casas espiam os homens,
embalsamados em óleos vegetais,
que correm atrás de mulheres.
O alvo corpo de quem?
A tarde talvez fosse azul,
como uma ave que adeja,
não houvesse tantos desejos.

O bonde passa cheio de pernas,
dançavam descuidosas -
pernas brancas pretas amarelas.
Hoje não dançam mais.
Quem não as viu,
é bem provável que não veja.
Para que tanta perna, meu Deus, pergunta meu coração.
Porém meus olhos,
outro conjunto igual,
não perguntam nada.

De partes naturais,
o homem atrás do bigode
os véus tinham-lhe ciúme.
Outros, tinham-lhe inveja.
É sério, simples e forte,
e, ao fitá-lo, os varões tinham pasmos sensuais.
Quase não conversa.
Tem poucos, raros amigos.
A morte o surpreendeu um dia que sonhava,
o homem atrás dos óculos e do bigode.

Meu Deus, por que me abandonaste
ao pôr do sol,
se sabias que eu não era Deus,
se sabias que eu era fraco.

Desceu entre sombras fiéis à terra,
mundo mundo vasto mundo,
sobre o qual tão de leve pesava.

Se eu me chamasse Raimundo,
tinha os olhos azuis
e era louro.
Seria uma rima,
não seria uma solução.
Mundo mundo vasto mundo,
mais vasto é meu coração – e dançava.

Eu não devia te dizer
(eram as suas mãos...
... mais lindas sem anéis),
mas essa lua,
mas esse conhaque,
botam a gente comovido como o diabo.
Seu destino foi curto e bom
- Não o choreis.

(Poemas originais: “Inscrição”, de Manuel Bandeira, in Poesia Completa e Prosa. Rio de Janeiro, Nova Aguilar, 1996, p. 123. “Poema de Sete Faces”, de Carlos Drummond de Andrade, in Poesia e Prosa. Rio de Janeiro, Nova Aguilar, 1988, p. 4)
posted at 11:45:58 on 07-11-2003 by Zeno - Category: Zenices


Comentários

Lorena Sandes wrote:

gostei mtu do site!!
ate pq axei oq eu keria..q era esse poema!!
''Poema das Sete Chaves''
19-05-2005 16:34:29

clarisse wrote:

quem é o homem atrás do bigode? por que?
05-12-2008 21:00:04

GABY wrote:

GOSTEIDO POEMA
19-04-2012 16:46:39

GABY wrote:

GOSTEIDO POEMA
19-04-2012 16:47:40


Incluir comentário

Este post está fechado. Não é possível adicionar novos comentários a ele ou votá-lo