:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


.:: post anterior :: :: :: :: navegue pelos posts :: :: :: :: próximo post ::.

vindas e idas*: stammtisch: p/ se ler devagar

sem perceber
a-gente vai ficando amigo
só vivendo junto coisas
n'aparencia quase simples.

se é recebido num grupo
se trocam
algumas poucas frases
e em re-conhecimento mútuo
se se vai encontrando
em tempos
e lugares
e idéias
sempre inusitadas
e ainda.

essa uma das graças da vida

e daí
a cigarros
pileques
debates
planos
ação
e música

e sem nem prestàtenção direito
enquanto se dá um ombro quase ligeiro ao que se pensa
tampouca coisa,
se recebe um monte de aval e gás
p/ um mundo muito mais vasto
de outras tantas e muitas mais.

mas aí
de repente
se falta

e se se apreende
estando num oco
sem tamanho

onde até o pequeno ombro
parecendo tão leve
se vê num instante
carregando uma arma
dum calibre tal que
por aquelas graças te dado

te é ainda

e portanto

desconhecido.




hoje perdeu a agencia um de seus melhores quadros.
retirado, sua fabulosa fábrica de saber e paixão enformou-nos a todos.
nunca se negou a uma luta
falava como ouvia


*justo vc.
que nunca
que queria r.i.p.
caro pd.
posted at 14:42:27 on 01-10-2009 by George Smiley - Category: Microcontos


Comentários

p.aral wrote:

Seu Smiley, o senhor é mesmo um danado.
Schoenes Geschenk...
01-10-2009 17:19:55

Zeno wrote:

Bonito, mesmo. Pelo jeito, esse aí "que foi embora antes do combinado" (crdt Boldrin) era merecedor da homenagem.
01-10-2009 20:47:40

g. ... wrote:

somos mesmo.
e separá de amigo bom, nem morto...
02-10-2009 00:25:56


Incluir comentário

Este post está fechado. Não é possível adicionar novos comentários a ele ou votá-lo