:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


.:: post anterior :: :: :: :: navegue pelos posts :: :: :: :: próximo post ::.

antes qu'eu nos esqueça

highlands, estórias dos caras locais, pelos própios.

1- chamado no plantão da ortopedia da unesp daqui sobre o sogro que se quebrô, seilá onde agora, numa parte do paraná parece, uns 500 km. perto daqui, travou o braço numa mordida de mula, o mestre-ortopedista de plantão, genro, ouve e decide no ato que só funciona indo lá pegar, sinão babau (n. t.).

mas a situação do véio é triste, vai precisar de reanimação, essas coisas, precisa achar um parceiro bom nisso.
tenta um tá num casamento, outro numa cerimônia, um terceiro topa meio de pileque depois dum jantar.
catado em casa, entra na frente da ambulancia, segue junto os 3 do jeito que dá, mas uma hora, meio do caminho, pede p/ parar, manda abrir o fundo da ambulancia, pergunta se tem alguem na maca, então vou pralá, tá certo então, seguem em frente voando.
lá o cara é acordado e levanta naquela clássica: onqu'coto, pron'co'vo, qimerdeessa? no que respondem, lembra logo e vamo lá que não dá tempo.

bom, voltaro c/o véín, que viveu e bem, mais inteiro que antes pq. proveitaram e consertaram umas coisas que tinha andado faltano fazia já uns bons ano.

2- fotógrafo local, de 3x4 e 7x6 às aérea de fazenda e fábrica.

mais um sobrevou de rotina, uma fábrica lá embaixo perto da castelo.
segue pro aeroclube, avião esperando, serviço normal.
só que o piloto num era dos velho conhecido, era um muleque novo.
tudo bem, segue que o dia tá claro, tá tudo certo.

feit'as foto lá embaixo, tem que subir as cuestas de volta.
só que temqirízi.

e nessa o cara se quebrou todo, o avião entrou direto nas parede:
o garoto acha de subir direto e reto, 'ahead and beyond', q'nem nave de filme de fricçãocentífca.
não vai costurando em ziguezague, subindo um pouco de cada vez.
é um monomotor:
uma hora o bicho perde a sustentação e a direção, simplesmente trava e vai em frente, q'nem uma besta.
na parede da cuesta, direto, serena e sólidamente.

só não morreu pq. teve cabeça fria, a pancada foi devagar, é cheio de árvore: o avião era daqueles levinho só de bambu e lona, teco-teco, bateu e ficou ali quieto, o querosene vazava, caía e evaporava.
c/ o muleque aconteceu nada, só um acesso de histeria, e o véio lá, todo quebrado e só falando, calma garoto, veja lá onde exato viemo pará, viu? então vê se tem algum piau p/ vir tirar a gente daqui...

ele tinha uns 4 a cinco lugar quebrado, devia de tar duendo que só.
mas conseguiu acalmar o garoto, que foi lá e achou uns cara p/ tirar eles de lá, nem pensar em paramédico, bombeiro, tudo de carroça e caminhonete, era assim aqui então.

enfim, hoje tá aí, andando e tudo.
posted at 18:32:38 on 16-04-2011 by George Smiley - Category: Microcontos


Comentários

Sem comentários


Incluir comentário

Este post está fechado. Não é possível adicionar novos comentários a ele ou votá-lo