:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


.:: post anterior :: :: :: :: navegue pelos posts :: :: :: :: próximo post ::.

provocações abala

eu ia ficar quéto.
mas não, veio o editor e chamou a reportage na chincha.
viagem nas estrelas.
pra mim já é provocação.

então entro c/o que tenho, e boto minhas moenda na mesa:

'a todo volume'- "It Might Get Loud"/2008.

jimmy page, the edge, jack white, tocando e conversando junto sobre o tesão pela guitarra, pelo rock, e o blues fundo de tudo, pelo básico-fundamental-elementar da vida e dos ofíssil (atenção leitores: invenção própria do buteco, registered butt public).

e contando a parte deles dos 50's, 60's, 70's, 80's e 90's, sendo muleque, roqueiro, sério o qto dava, trampando paca pro que querem/iam, e não largando o osso, never, nem fudendo, nem por um caralho.
pq. é um de 70s, outro de 50s, outro ainda de 30s.
ingleiz, irlandeiz, e detroit (hojendia out-esteites, malagradescidos) e daí sabemos montes sobre as merda e as graças da existencia.

a fala mais comum, umas hora ali, era 'hard work': trabalho duro na direção do que se quer.
ninguém exatamente interessado em virar celebrity, o negóço era fazer o que gostava, e levar isso p/ qto mais gente pudessem, artistas.
e fazer cada vez melhor, cada vez mais direto, cada vez mais direito.

uma que disse um deles lá, 'que bom que ele botou o avisinho aqui (no quadro de avisos do corredor da escola), procurando um guitarrista, senão, imagina só, eu podia estar fazendo qqer coisa agora, seilá, podia ser um bancário...' - the edge, u2.

outra, 'como ele fazia isso, só c/ palmas e voz?', j. white, sobre um negão blueseiro véíissimo, tocado no fundo, enquanto ouvia e mostrava o elepê.

e o jimmy page, falando do saco cheio dele de ser músico de estúdio, e decidindo o dia de se mandar...

me pegol na veia, eu tamen fui/seria isso tudo, ardida e tranquilamente.

e ainda tem, pouco demais pro meu gosto, eles conversando na guitarra, e depois no violão.
muitomuito foda.

muito bom numas hora dessa, como as de agora, voltar ao véio rock.

via netflíquis, mas disponível nas boas causas do ramo.

posted at 01:39:39 on 17-06-2013 by George Smiley - Category: Je me souviens


Comentários

g. y los m(in)úsculos burgueses wrote:

e um dos detalhe mais lindo das história, é que todos os 3 tramparam paca, em várias coisas, antes.
e daí carregara tudo isso pa dentro do que tocam.

enquanto aqui, no b(u)r rock, quase que nenhum soube o que era isso, trampo duro em qqer coisa p/ viver, enquanto...
17-06-2013 01:48:25

Zeno "Você é um cara do blues" wrote:

E a abertura do documentário, com o Jack White fabricando uma guitarra caseira, é sensacional...
17-06-2013 09:40:44

g.s. wrote:

e nem sabia quem era, acabei fã do cara.
17-06-2013 13:01:09


Incluir comentário

Este post está fechado. Não é possível adicionar novos comentários a ele ou votá-lo